Pombos da Discórdia: Prefeitura de Água Doce gasta mais de R$ 16 mil para capturar pombos, “educá-los” e transportá-los para lugar seguro

0
Pombos da Discórdia: Prefeitura de Água Doce gasta mais de R$ 16 mil para capturar pombos, "educá-los" e transportá-los para lugar seguro 1
Pombos não são bem-vindos em Água Doce

Nem todo pombo é da paz. Quando essa ave inofensiva aos olhos humanos se une, se multiplica e forma bandos, acaba se tornando uma praga urbana e as suas fezes podem transmitir doenças. E é pensando nisso, que pela primeira vez na história, o Município de Água Doce decidiu declarar guerra à “pombaiada”.

A Prefeitura investirá mais de R$ 16 mil na contratação de um exército especializado que não irá exterminá-los, mas sim educá-los para que eles não retornem ao centro urbano de Água Doce. Como diziam os antigos “nada melhor do que um bom diálogo“. Brincadeiras à parte, embora o valor a ser investido pareça ser exagerado, como é questão de saúde pública, caso de fato se resolva a questão, é plenamente justificável. O método não é objeto comum de licitação em prefeituras de Santa Catarina, mesmo em municípios que de fato sofrem infestação, não há registros.

Pombos da Discórdia: Prefeitura de Água Doce gasta mais de R$ 16 mil para capturar pombos, "educá-los" e transportá-los para lugar seguro 2
Licitação estava paralisada, mas em poucos dias foi retomada com a homologação da empresa vencedora.

No último dia 24 de maio, saiu o resultado do Pregão 32/2022 da Prefeitura de Água Doce que tem por objetivo “Retirada de pombos e transporte para um lugar distante e seguro, retirada de vestígios que possam atrair novos bandos e desinfecção do local, no Centro Educacional Municipal Frei Silvano e Ginásio Municipal de Esportes Walter Roque Cavalet”.

Pombos da Discórdia: Prefeitura de Água Doce gasta mais de R$ 16 mil para capturar pombos, "educá-los" e transportá-los para lugar seguro 3
Resultado da licitação da Prefeitura de Água Doce

O Ginásio Municipal Walter Roque Cavalet, por exemplo, sempre conviveu com a existência de pombos. Agora, pela primeira vez, serão gastos R$ 9 mil para que esses pombos não causem mais a discórdia entre os atletas que utilizam o espaço. Outros R$ 7,4 mil serão investidos para que os alunos do Frei Silvano fiquem livres destes monstros e prestem mais atenção nas aulas.

Apenas duas empresas participaram da licitação. O que chama atenção é que nenhuma delas é da região e que a diferença de proposta entre a primeira e a segunda colocada foi de apenas R$ 99,99. No site da empresa Planalto, de Lages, o serviço de eliminação de pombos é apresentado. Já a empresa Vanderlei Portella, de Canoinhas, que venceu a licitação, não possui endereço oficial na internet. No início do ano, a mesma empresa venceu outra licitação da Prefeitura de Água Doce para dedetização dos postos de saúde e escolas municipais por menos de R$ 5 mil. Apenas uma outra empresa na ocasião apresentou valores semelhantes, enquanto todas as demais empresas participantes e de renome na região pediam valores de três a quatro vezes a mais do que a vencedora.

Os pombos da Discórdia

Pombos da Discórdia: Prefeitura de Água Doce gasta mais de R$ 16 mil para capturar pombos, "educá-los" e transportá-los para lugar seguro 4
Ave tem origem europeia

Alimentam-se preferencialmente de grãos e sementes, mas podem reaproveitar restos de alimentos. Além disso, a alimentação ativa (fornecida por pessoas) em locais como praças, parques, residências, entre outros, acarreta considerável aumento dessa população. Quando na natureza, comem também insetos, vermes, frutos e sementes de árvores e plantas Essas aves abrigam-se e constroem seus ninhos em locais altos como prédios, torres de igreja, forros de casas e beirais de janelas. Formam casais para a vida toda e possuem grande capacidade de vôo. Escolhem estes locais estrategicamente, de modo que possam usá-los como abrigo e ponto de observação de sua vizinhança e da fonte de alimento, que fica num raio de, no mínimo, 200 metros em locais onde há fartura de alimento. Grandes cidades como São Paulo e Florianópolis sofrem há anos por infestações de pombos. O Centro de Zoonoses da capital paulista emitiu orientações para a população. Antes de tentar eliminá-los de determinado ponto, a população necessita ser educada.

Pombos da Discórdia: Prefeitura de Água Doce gasta mais de R$ 16 mil para capturar pombos, "educá-los" e transportá-los para lugar seguro 5
Pombos não são apenas da paz. Eles também transmitem doenças.

*Com informações Minha Água Doce

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui